6/09/2011

DOM QUIXOTE MODERNO !!!

  Eu, há já algum tempo vos tinha dito
Que eu era um Dom Quixote
Que me bato mesmo sem ter lança
Sem cavalo nem Sancho Pança.
Eu sou um Dom Quixote moderno.
Faço-me sempre advogado do diabo
Tenho como recompensa, um pontapé no rabo.
Bato-me contra moinhos de vento
Mas s monstros, eu compreendo
Não estão cá para me escutar.
Bato-me contra as injustiças
Sem grades possibilidades, confesso,
Bato-me com gritos de revolta.
Mas sempre em vão, sem sucesso.
Esta noite sonhei que me batia
Contra um inimigo forte em demasia.
Ele tinha armas poderosas, aviões,
Mesmo contra essas aeronaves eu combatia,
Com jactos de água das lanças do meu jardim.
Mas batia-me, batia-me, eu sou assim.
Bato-me como posso neste inferno.
Mas que querem? isto está em mim!
Sou um Dom Quixote dos tempos modernos.

A. da fonseca

Um comentário:

Brasil - 316 disse...

Rufem os tambores...a poetisa vultou e, voltou com tudo e merece ficar. Essa fraze é bem conhecida enaej,brincadeira más, que bom retornar a fazer higiene mental que é o que fiz lendo sua mais recente postágem.

BLOG SÃO PAULO.