1/02/2016

passando para desejar a todos um feliz 2016, cheio de muito amor e paz.
Que as bençãos do Senhor transbordem em sua.

2/04/2014

ESTOU DE VOLTA A USAR MEU BLOG

FIQUEI MUITO FELIZ EM

CONSEGUIR RESGATAR MEU BLOG  QUE NÃO USAVA DESDE 2011.

11/11/2011

William Shakespeare

Aprendi...

“ Aprendi que eu não posso exigir o amor de ninguém.

Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e Ter paciência, para que a vida faça o resto.

Aprendi que não importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que não dá a mínima e eu jamais conseguirei convencê-las.

Aprendi que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos.

Que posso usar o meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando.

Eu aprendi...Que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida.

Que por mais que se corte uma pão em fatias, esse pão continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho.

Aprendi... Que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paciência.

Mas, aprendi também que posso ir além dos limites que eu próprio coloquei.

Aprendi que preciso escolher entre controlar meus pensamentos ou ser controlado por eles.

Que os heróis são pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sente.

Aprendi que perdoar exige muita prática.

Que há muita gente que gosta de mim, mas não consegue expressar isso.

Aprendi... Que nos momentos mais difíceis, a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar as coisas.

Aprendi que posso ficar furioso, tenho o direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel.

Que jamais posso dizer a uma criança que seus sonhos são impossíveis, pois seria uma tragédia para o mundo se eu conseguisse convencê-la disso.

Eu aprendi que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, e que eu tenho que me acostumar com isso.

Que não é o bastante ser perdoado pelos outros, eu preciso me perdoar primeiro.

Aprendi que, não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso.

Eu aprendi... Que as circunstâncias de minha infância são responsáveis pelo que eu sou, mas não pelas escolhas que eu faço quando adulto;

Aprendi que numa briga preciso escolher de que lado eu estou, mesmo quando não quero me envolver.

Que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem; e quando duas pessoas não discutem não significa que elas se amem.

Aprendi que por mais que eu queira proteger os meus filhos, eles vão se machucar e eu também. Isso faz parte da vida.

Aprendi que a minha existência pode mudar para sempre, em poucas horas, por causa de gente que eu nunca vi antes.

Aprendi também que diplomas na parede não me fazem mais respeitável ou mais sábio.

Aprendi que as palavras de amor perdem o sentido, quando usadas sem critério.

E que amigos não são apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que são amigos.

Aprendi que certas pessoas vão embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos retê-las para sempre.

Aprendi, afinal, que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que acredito.”
William Shakespeare

William Shakespeare

SONETO CV
Não chame o meu amor de Idolatria
Nem de Ídolo realce a quem eu amo,
Pois todo o meu cantar a um só se alia,
E de uma só maneira eu o proclamo.
É hoje e sempre o meu amor galante,
Inalterável, em grande excelência;
Por isso a minha rima é tão constante
A uma só coisa e exclui a diferença.
'Beleza, Bem, Verdade', eis o que exprimo;
'Beleza, Bem, Verdade', todo o acento;
E em tal mudança está tudo o que primo,
Em um, três temas, de amplo movimento.
'Beleza, Bem, Verdade' sós, outrora;
Num mesmo ser vivem juntos agora.
William Shakespeare

8/04/2011

Miragem

 
Você foi como o sol em dia chuvoso,
Secou meu jardim e foi embora para nunca mais voltar
Seu abraço reconfortante e quente
Fez com que eu sonhasse
Você me mostrou o caminho da felicidade
Por um momento e foi embora
Seu beijo,
Me embriagou como uma bebida
Seu sorriso,
Iluminou meus olhos
Seu coração,
Me deu a certeza de não ser um sonho
Você me mimou,
Me fez acreditar no amor,
Me fez agarrar um fio pequeno de esperança.
Me fez sonhar
E,de repente, desapareceu
Como se fosse uma miragem...

7/29/2011

poema de um amigo

Deixe o amor te chamar
Se sua estrela brilhou
A saudade foi embora
Toda tristeza acabou
Sinta-se feliz agora
Quando a gente ama
Coração não reclama
O que importa é amar
Quem ama de verdade
Sonha com a felicidade
Deixe o amor te chamar

 O bom é sorrir pra vida
Acreditar ter confiança
Ontem é página vencida
Amanhã nova esperança
A cada dia nova emoção
Quem atende ao coração
Tem em pratica à alegria
Sorriso um cartão postal
Gesto que espanta o mal
Alegrando um novo dia

Deixe o amor te chamar
Abra esse seu coração
Viva sempre pra amar
Recorde aquela canção
Que tanto lhe marcou
O tempo rápido passou
Ficando uma lembrança
Se algo lhe dá saudade
Lembre-se que a felicidade
Nasce de uma esperança

Volta vem me alegrar..
Falta coragem pra dizer
Que sinto a sua falta
Sem ti nada sei fazer
Sua ausência me mata
Volta vem me alegrar
Minha vida é lembrar
Como dói uma saudade.
Volta pra me fazer feliz
Amar-te foi o que fiz
Nosso amor é de verdade



Uma saudade aumenta
A lembrança faz chorar
Tudo parece ser diferente
Lembrança insiste em ficar
Uma saudade me castiga
À vontade hoje me obriga
Lembrar somente de nós
A tarde cai no horizonte
O vento varrendo o monte
Tem o som da tua voz

autor: ASAVESSO ARTE


7/24/2011

OS 3 CONSELHOS

Dois jovens recém-casados, eram muito pobres e viviam de favores num sítio do interior.
Um dia o marido fez a seguinte proposta à esposa:
- Querida eu vou sair de casa, vou viajar para bem longe, arrumar um emprego e trabalhar até ter condições para voltar e dar-te uma vida mais digna e confortável. Não sei quanto tempo vou ficar longe, só peço uma coisa, que você me espere, e, enquanto estiver fora, seja fiel a mim, pois eu serei fiel a você.
Assim sendo, o jovem saiu. Andou muitos dias a pé, até que encontrou um fazendeiro que estava precisando de alguém para ajudá-lo em sua fazenda.
O jovem chegou e ofereceu-se para trabalhar, no que foi aceito.
Pediu para fazer um pacto com o patrão, o que também foi aceito.
O pacto seria o seguinte: - Me deixe trabalhar pelo tempo que eu quiser e quando eu achar que devo ir, o Sr. me dispensa das minhas obrigações.
- Eu não quero receber meu salário. Peço que o Sr. o coloque na poupança, até o dia em que eu for embora.
- No dia em que eu sair o Sr. me dá o dinheiro e eu sigo o meu caminho.
Tudo combinado. Aquele jovem trabalhou durante vinte anos, sem férias sem descanso.
Depois de vinte anos chegou para o patrão e disse:
- Patrão, eu quero o meu dinheiro, pois estou voltando para a minha casa.
O patrão então lhe respondeu: - Tudo bem, afinal, fizemos um pacto e vou cumprí-lo, só que antes, quero lhe fazer uma proposta, tudo bem? Eu lhe dou todo o seu dinheiro e você vai embora ou eu lhe dou três conselhos e não lhe dou o dinheiro e você vai embora. Se eu lhe der o dinheiro eu não lhe dou os conselhos e se eu lhe der os conselhos eu não lhe dou o dinheiro. Vá para o seu quarto, pense e depois me dê a resposta.
Ele pensou durante dois dias, procurou o patrão e disse-lhe:
- Quero os três conselhos.
O patrão novamente frisou:
- Se lhe der os conselhos, não lhe dou o dinheiro. E o empregado respondeu:
- Quero os conselhos.
O patrão então falou:
1) NUNCA TOME ATALHOS EM SUA VIDA, CAMINHOS MAIS CURTOS E DESCONHECIDOS PODEM CUSTAR A SUA VIDA;
2) NUNCA SEJA CURIOSO PARA AQUILO QUE É MAL, POIS A CURIOSIDADE PARA O MAL PODE SER MORTAL; E,
3) NUNCA TOME DECISÕES EM MOMENTOS DE ÓDIO OU DE DOR, POIS VOCÊ PODE SE ARREPENDER E SER TARDE DEMAIS.
Após dar os conselhos, o patrão disse ao rapaz, que já não era tão jovem assim:
- Aqui você tem três pães, dois para você comer durante a viagem e o terceiro é para comer com sua esposa quando chegar a sua casa.
O homem então, seguiu seu caminho de volta, depois de vinte anos longe de casa e da esposa que ele tanto amava.
Após o primeiro dia de viagem, encontrou um andarilho que o cumprimentou e lhe perguntou:
- Para onde você vai?
Ele respondeu: - Vou para um lugar muito distante que fica a mais de vinte dias de caminhada por esta estrada.
O andarilho disse-lhe então:
- Rapaz, este caminho é muito longo, eu conheço um atalho que "é dez" e você chega em poucos dias.
O rapaz contente, começou a seguir pelo atalho, quando lembrou-se do primeiro conselho, então voltou e seguiu o caminho normal.
Dias depois soube que o atalho levava a uma emboscada.
Depois de alguns dias de viagem, cansado ao extremo, achou uma pensão à beira da estrada, onde pôde hospedar-se.
Pagou a diária e após tomar um banho deitou-se para dormir.
De madrugada acordou assustado com um grito estarrecedor.
Levantou-se de um salto só e dirigiu-se à porta para ir até o local do grito. Quando estava abrindo a porta, lembrou-se do segundo conselho.
Voltou, deixou-se e dormiu. Ao amanhecer, após tomar café, o dono da hospedagem lhe perguntou se ele não havia ouvido um grito e ele disse que tinha ouvido.
O hospedeiro disse:
- E você não ficou curioso?
Ele disse que não.
No que o hospedeiro respondeu:
- Você é o primeiro hóspede a sair vivo daqui, pois meu filho tem crises de loucura; grita durante a noite e quando o hóspede sai, mata-o e enterra-o no quintal.
O rapaz prosseguiu na sua longa jornada, ansioso por chegar a sua casa.
Depois de muitos dias e noites de caminhada..... Já ao entardecer, viu entre as árvores a fumaça de sua casa,..... andou e logo viu entre os arbustos a silhueta de sua esposa.
Estava anoitecendo, mas ele pôde ver que ela não estava só.
Andou mais um pouco e viu que ela tinha entre os braços, um homem a quem estava acariciando os cabelos. Quando viu aquela cena, seu coração se encheu de ódio e amargura e decidiu-se a correr de encontro aos dois e a matá-los sem piedade.
Respirou fundo, apressou os passos, quando lembrou-se do terceiro conselho.
Então parou, refletiu e decidiu dormir aquela noite ali mesmo e no dia seguinte tomar uma decisão.
Ao amanhecer, já com a cabeça fria ele disse:
- Não vou matar minha esposa e nem o seu amante. Vou voltar para o meu patrão e pedir que ele me aceite de volta. Só que antes, quero dizer a minha esposa que eu sempre fui fiel a ela.
Dirigiu-se à porta da casa e bateu. Quando a esposa abre a porta e o reconhece, se atira ao seu pescoço e o abraça afetuosamente. Ele tenta afastá-la, mas não consegue.
Então com lágrimas nos olhos, lhe diz:
- Eu fui fiel a você e você me traiu...
Ela espantada lhe responde:
- Como? Eu nunca te traí, esperei durante esses vinte anos.
Ele então lhe perguntou:
- E aquele homem que você estava acariciando ontem?
E ela lhe disse:
- Aquele homem é nosso filho.............. Quando você foi embora, descobri que estava grávida. Hoje ele está com vinte anos de idade.
Então o marido entrou, conheceu, abraçou seu filho e contou-lhes toda a sua história, enquanto a esposa preparava o café.
Sentaram-se para tomá-lo e comer junto o último pão. Após a oração de agradecimento, com lágrimas de emoção, ele parte o pão e ao abrí-lo, encontra todo o seu dinheiro, o pagamento por seus vinte anos de dedicação.

MORAL: MUITAS VEZES ACHAMOS QUE O ATALHO "QUEIMA ETAPAS" E NOS FAZ CHEGAR MAIS RÁPIDO, O QUE NEM SEMPRE É VERDADE...
MUITAS VEZES SOMOS CURIOSOS, QUEREMOS SABER DE COISAS QUE NEM AO MENOS NOS DIZEM RESPEITO E QUE NADA DE BOM NOS ACRESCENTARÁ......
OUTRAS VEZES, AGIMOS POR IMPULSO, NA HORA DA RAIVA, E FATALMENTE NOS ARREPENDEMOS DEPOIS.....
ESPERO QUE VOCÊ, ASSIM COMO EU, NÃO SE ESQUEÇA DESSES TRÊS CONSELHOS E NÃO SE ESQUEÇA TAMBÉM, DE C O N F I A R (MESMO QUE A VIDA MUITAS VEZES JÁ TENHA TE DADO MOTIVOS PARA A DESCONFIANÇA).


ONDE ESTÁ SEU TESOURO?

Certo dia um pai de familia rica levou seu filho para viajar para o interior, com o firme propósito de mostrar o quanto as pessoas podem ser pobres. Eles passaram um dia e uma noite num sítio de uma família muito pobre. Quando retornaram da viagem, o pai perguntou:
- Como foi a viagem?
- Muito boa, papai.
- Você viu como as pessoas pobres podem ser?
- Sim.
- E o que voce aprendeu?
O filho respondeu:
- Eu vi que nós temos um cachorro em casa, eles tem quatro; nós temos uma piscina que alcança o meio do jardim, eles tem um riacho que não tem fim; nós temos uma varanda coberta e iluminada com luz, eles tem as estrelas e a lua. Nosso quintal vai até o portão de entrada, eles tem uma floresta inteira.
Quando o pequeno garoto estava acabando de responder, seu pai ficou estupefato. E o filho acrescentou:
- Obrigado, pai, por me mostrar o quanto nós somos pobres!!!

Mateus 6:19-22 "Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração. A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz"

O Mundo de hoje vive uma crise de identidade imensa, pessoas que não sabem o que dar valor, não sabem o quanto vale.
Muitas vezes, os aspectos materiais tem se sobreposto sobre aspectos muito mais importantes, como família, amigos e até mesmo nas coisas de Deus.
Não deixe que isto aconteço contigo meu amigo, trabalhe para dar valor aquilo que realmente importa, assim como o garoto que conseguiu ver um aspecto da vida que até então seu pai não tinha visto, sempre busque uma vida melhor, ao lado de Deus.


A pipa e a flor


Poucas pessoas conseguiram definir tão bem os caminhos do amor como
Rubens Alves, numa fábula surpreendente, cujos personagens são uma pipa
e uma flor.

A história começa com algumas considerações de um personagem que
deduzimos ser um velho sábio. Ele observa algumas pipas presas aos fios
elétricos e aos galhos das árvores e sente-se triste por vê-las nesta
condição: porque as pipas foram feitas para voar! Ele acrescenta que as
pessoas também precisam ter uma pipa solta dentro delas para serem
boas. Mas aponta um fator contraditório: Para voar, a pipa tem que
estar presa numa linha e a outra ponta da linha precisa estar segura na
mão de alguém. Poder-se-ia pensar que, cortando a linha, a pipa
pudesse voar mais alto, mas não é assim que acontece. Se a linha for
cortada, a pipa começa a cair.

Em seguida, ele narra a história de um menino que confeccionou uma
pipa. Ele estava tão feliz, que desenhou nela um sorriso. Todos os
dias, ele empinava a pipa alegremente. A pipa também se sentia feliz e,
lá do alto, observava a paisagem e se divertia com as outras pipas que
também voavam.
Um dia, durante o seu vôo, a pipa viu lá embaixo uma flor e ficou
encantada, não com a beleza da flor, porque ela já havia visto outras
até mais bonitas, mas alguma coisa nos olhos da flor a havia
enfeitiçado. Resolveu, então, romper a linha que a prendia à mão do
menino e dá-la para a flor segurar. Quanta felicidade ocorreu depois! A
flor segurava a linha, a pipa voava; na volta, contava para a flor tudo
o que vira.

Acontece que a flor começou a ficar com inveja e ciúme da pipa.
Invejar é ficar infeliz com as coisas que os outros têm e nós não
temos; ter ciúme é sofrer por perceber a felicidade do outro quando a
gente não está perto. A flor, por causa dessses dois sentimentos,
começou a pensar: se a pipa me amasse mesmo, não ficaria tão feliz
longe de mim...
Quando a pipa voltava de seu vôo, a flor não mais se mostrava feliz...
estava sempre amargurada, querendo saber com o que a pipa estivera se
divertindo. A partir daí, a flor começou a encurtar a linha, não
permitindo à pipa voar alto.
Foi encurtando a linha... até que a pipa só podia mesmo sobrevoar a
flor.

Esta história, segundo o autor, ainda não terminou e está acontecendo
em algum lugar neste exato momento.
Há três finais possíveis para ela:
1. A pipa, cansada pela atitude da flor, resolveu romper a linha e
procurar uma mão menos egoísta
2. A pipa, mesmo triste com a atitude da flor, decidiu ficar... mas
nunca mais sorriu
3. A flor, na verdade, estava enfeitiçada... e o feitiço se quebraria
no dia em que ela visse a felicidade da pipa e não sentisse inveja ou
ciúme. Isso aconteceu num belo dia de sol e a flor se transformou em
uma linda borboleta e as duas voaram juntas...

Este texto foi dado em uma festa em que se comemorava os 40 anos de um
casamento... Ficou patente o porquê da união duradoura deles.

 

O VALOR DO TEMPO

O VALOR DO TEMPO

 
        Para você entender o valor de um ano: pergunte a um estudante que não passou nos exames finais.
        Para você entender o valor de um mês: pergunte a uma mãe que teve um filho prematuro.
        Para você entender o valor de uma semana: pergunte ao editor de uma revista semanal.
Para você entender o valor de uma hora: pergunte aos apaixonados que estão esperando o momento do encontro.
Para você entender o valor de um minuto: pergunte a uma pessoa que perdeu o trem, o ônibus ou o avião.
Para você entender o valor de um segundo: pergunte a alguém que sobreviveu a um acidente.
Para você entender o valor de um milissegundo: pergunte a um ganhador de uma medalha de prata nas Olimpíadas.
Portanto, procure aproveitar seu tempo ao máximo, SEMPRE!!!

7/16/2011

TIPOS DE BEIJOS

Tipos de Beijos, dicas para beijar melhor

20 Tipos de Beijo

1 – Beijo escondidinho – é quando a língua desaparece
2 – Beijo Musical – o homem ou a mulher sopra na boca do companheiro e ele(a) abre e fecha a boca, controlando assim, o som.
3 – Beijo Oceânico – É quando cobre o nariz do outro com os lábios.
4 – Beijo de amigo – Conhecido como o selinho.
5 – Beijo de Tia – é aquele que só as bochechas se encostam, e a boca beija o nada.
6 – Beijo aspirador de pó – é quando o companheiro coloca a língua na garganta do outro e suga tudo que vê pela frente.
7 – Beijo Roda Gigante – O casal fica girando a cabeça de um lado para o outro, mas deve ter cuidado para não bater a cabeça.
8 – Beijo metralhadora – É quando o companheiro beija todo o corpo da vítima: pescoço, testa, orelhas, nuca e etc.
9 – Beijo Conde Drácula – É o beijo que se estende por todo o pescoço. O grande perigo é deixar o famoso chupão.
10 – Titanic – É aquele quando os lábios se juntam para a troca de salivas bombas. Mas sempre tem aquele tipo que exagera e acaba transformando em um aguaceiro nojento. E o resultado final é: a balada perfeita se afunda, como o Titanic.
11 – Beijo esquimó – É aquele que fica esfregando nariz com nariz.
12 – Beijo experimental – A mulher deve tapar os olhos do homem e colocar a boca em seu lábio superior, realizando com a língua movimentos circulares.
13 – Beijo Francês – Esse como todo mundo já conhece é o famoso beijo de língua
14 – Beijo Sangria – é uma pequena chupada nos lábios do parceiro.
15 – Beijo Balinês – Neste beijo a mulher encosta os lábios no rosto do homem, sentindo assim sua temperatura. E o homem retribui, encostando seu rosto no dela sentindo assim seu odor.
16 – Beijo Chinês – É o chamado beijo estalado. O homem encosta os lábios e o nariz na bochecha da mulher, aspira seu perfume e estala seus lábios.
17 – Beijo de Beber – Os amantes dão de beber um ao outro usando a boca. É um costume romano e fica mais gostoso se for champanhe ou vinho.
18 – Beijo Francês – colocam-se os lábios na bochecha do parceiro e faz movimentos giratórios com a língua.
19 – Beijo de lagartixa – é dar uma lambida nos olhos do outro.
20 – Beijo Assoprado – Beije sua mão e assopre para a pessoa em questão.

 

















BLOG SÃO PAULO.